Total de visualizações de página

segunda-feira, 17 de março de 2014

Como trocar a GAXETA (Cordão) do eixo do barco.

Achei necessário publicar este artigo pois não encontrei muitas informações a respeito desta operação muito simples de ser realizada. O melhor artigo que eu encontrei foi no blog do Veleiro Refrega (http://veleirorefrega34.blogspot.com.br/2011/05/ajuste-na-gaxeta.html), de onde tirei a figura e a foto, mas não dá muitos detalhes da operação. Sendo assim resolvi fazer um passo a passo do processo. No meu caso fui trocar a Gaxeta (Cordão de Gaxeta Ensebado 1/8), do eixo de 1 1/2" da traineira Marola IV.
1- Não precisa tirar o barco da água ( se as peças estiverem em condições normais de uso ).
2- Não vai vazar uma enxurrada de água pelo eixo. Apenas vai aumentar o fluxo de gotejamento quando o porta gaxeta for aberto.
3- Solte as contra-porcas e depois afrouxe as porcas até serem retiradas liberando o porta-gaxeta. Remova a peça superior no sentido longitudinal do eixo abrindo o porta-gaxeta.
4- Retire os cordões velhos de dentro do porta-gaxeta. Aproveite e verifique o estado das peças quanto a corrosão e necessidade de limpeza.



5- O cordão novo vem inteiro e precisa ser cortado em anéis para ser colocado e funcionar como vedação. Não dá certo enrolar o cordão no eixo e enfiá-lo para dentro do porta-gaxeta, quando apertar vai vazar. A medida é feita enrolando-se o cordão no eixo e marcando o comprimento a ser cortado. Os cortes devem ser feitos em 45 graus de forma que possam ter as pontas sobrepostas. Dependendo do tamanho do eixo e do porta gaxeta serão necessários 3 ou 4 anéis. Os anéis serão colocados um a um com as emendas defasadas em 90 graus de um anel para o outro. Esse procedimento ajudará a vedar o fluxo de água.


6- Colocados os anéis de cordão no porta-gaxeta coloque a peça superior e aperte com a mão. Coloque as porcas e vá apertando até parar ou reduzir a quase nada o gotejamento pela gaxeta. Parado o fluxo de água desaperte as porcas até começar a pingar novamente. Verifique o intervalo dos pingos de acordo com o porte da sua embarcação, espessura do eixo, idade do equipamento e outras variantes. Uma dica é de uma gota para cada 30 segundos. No meu caso conseguimos um fluxo de uma gota a cada 16 segundos, achei bem razoável, pois vai levar mais de 30 horas para armar a bomba de porão.
7- Lembre-se que a gaxeta não pode ficar muito apertada de forma a gerar atrito entre a gaxeta e o eixo do barco, isso provocará desgaste prematuro do eixo. A água que pinga serve como lubrificante entre o eixo e as peças da gaxeta permitindo uma maior durabilidade do equipamento.
8- Se tiver dúvidas verifique se imediatamente após desengatar o eixo após algum tempo de deslocamento do barco não houve aquecimento no eixo próximo à gaxeta. Se estiver aquecendo é porque está apertado demais reveja os procedimentos.

6 comentários:

  1. Esses anéis não são engraxados...boa ideia.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns, Marcelo, ótimo artigo!

    ResponderExcluir
  3. Legal Marcelo, muito simples, mas tem que meter a mão.

    ResponderExcluir
  4. valeu meu querido muito bom valeu

    ResponderExcluir
  5. Muito obrigado, faltam artigos náuticos como este.

    ResponderExcluir